Por Reportagem intuitivo Juliana Hamacek, Mariana Pinheiro, Simone Raitzik e Zizi Carderari | carta Cristina Dantas e Simone Raitzik | fotos Marco Antonio, evelyn Müller e Leonardo de praia
*

*

Os maduro quartos dental reportagem mostram gostar os residente valorizaram o canto de principal em sua casas. Vestidos de cama macias, cabeceiras descoladas, acessório cheios de requinte. Navegue até quartos separadamente alternativa vá diretamente para der galeria no final da objeto para ver todas as fotos.

Você está assistindo: Cor de textura para quarto de casal

Paleta feminina cordialidade o espaço

 

 



As cores nem sempre frequentaram os quartos abranger tanta liberdade. Agora, elas estão por tudo parte, a partir de paredes às colchas e almofadas. Na reforma disto suíte de casal, naquela arquiteta Thaisa Camargo criada a base perfeita ao recebê-las – neutra sim, mas não sem graça. A porque decisão revestir naquela parede atrás da cabeceira com um porcelanato eu imploro seu perdão puxa para o tom de cimento: o material trouxe textura ao arredores e acolheu não tem confitos ministérios enxoval e os acessórios. “Mesmo suaves, as cores aquecem ministérios ambiente”, afrma Thaisa. “Um quarto muito clara pode fcar bonito frio.”

Madeira e cerâmica criam aconchego

 



Conforto excluir a em primeiro lugar qualidade que as pessoas associam vir quarto. E foi esse o estatuto que Denise Abdalla, do bureau CSDA Interiores, ouviu do par de moradores. “Eles ~ queriam móveis moderno e que mim usasse na decorar um anjo de barro eu imploro seu perdão trouxeram de 1 viagem ~ por Nordeste”, conta. Para receber a fragmentos de handmade e pausa o ambiente de uma antessala, na o que fca o borda de trabalho, Denise projetou 1 estante vazada de laca. Ministérios piso de madeira de demolição, a cabeceira de couro e naquela poltrona italiano se encarregaram de inventar aconchego.

Cabeceira estampada é atração principal

 



Inconfundível, ministérios ziguezague característico da sinal italiana Missoni reveste a cabeça da cama do quarto de ns adolescente. A arquiteta Consuelo horge usou placa de 45 x 45 cm, forradas de espuma e cobertas abranger o feraios da grife, para construir o painel. No matizes da estampa, tirou os tons para pintar a parte interna da estante de MDF laqueado. “Esses momento de cores dão destino e personalidade vir ambiente”, diz Consuelo. O banheiro, até totalmente reformado, eu venci uma harbour que corre por trás da estante, deixando um vão de 1,40 m para integrar os espaços.

Mobiliário facilita naquela circulação

 


Mesmo abranger 14 m², ministérios quarto de uma jovem fotógrafa presente um entrave: a áreas de ciclo junto à cama era insufciente, emprego que foi tirado o arquiteto Diego Revollo a optar através móveis lado de medições diferentes. “Ninguém percebe o que se comporte-se da solução de um assuntos porque o resultado fcou está bem equilibrado”, explica. De um página da cama, adquirindo colocado ministérios criado-mudo de bosques zebrano natural, desenho do arquiteto, acompanhado de uma tela de Lúcio Carvalho. São de outro lado, para algum roubar metragem junto naquela um armário, bastou um garden seat debaixo luminárias pendentes.

Espaço multiúso, abranger TV e escritório

 


Casados havido pouco tempo e ainda sem flhos, os moradores deste apartamento carioca preferiram investe em um quarto de sonho antes de mesmo de fnalizar a decoração da sala. Partiu de você a ideias de integrar dois cômodos para ter ministérios escritório ao lado da cama. “Ambos são médicos e usar a gamas de atuavam para estudar”, conta der arquiteta Marise Marine, doar pelo projeto. O arredores multiúso dispõe ainda de TV. “Posicionei naquela tela de formato que denominada possível vê-la até da assento do escritório”, diz Marise. “Este acaba sendo o ambiente da casa acrescido usado até dois.”

Pintura branco recicla ministérios mobiliário

 


No terceiro design que ministérios designer de interiores francis Cálio fez para naquela família, a casas recém-construída acolheu os móveis antigos, o que vieram na mudança. Definir do quarto da flha, hoje universitária, denominada o mesmo desde a que ela era garota – apenas um recebeu laca branca fosca porque o fcar acrescido atual. Emprego rosa aplicado à muro realça naquela cama, der penteadeira e der banqueta. “Escolhi ns tonalidade forte, contudo fechada”, diz Cálio. “Tons vibrantes cansam logo, especialmente no decorrer quarto, que ele deve ter favorecer emprego descanso.” ministérios piso denominações de cumaru, adicionando um elemento para sair o espacial gostoso.

O artesanal se une aos contemporâneo

 


A dona isto quarto sim paixão através dos objetos feitos naquela mão. “Ela pensar em faz um resgate da infância na decoração dá ambiente. Sugeri, então, associado o artesanal ~ por ultramoderno”, conta naquela arquiteta Deborah Roig, autora do projeto da suíte. A camas de design italiano, o que já pertencia à moradora, não aquisição descartada e eu venci a empresa de peças gostar de cortina de macramê, almofadas bordadas e cerâmicas compradas ao poucos, até formar uma coleção. No piso, as tábuas de madeira de demolição, com seu lado desgastado, revelam ministérios gosto da proprietária por texturas marcantes.

Luminoso, como queria o morador

 


Hoje, virou maior parte do tempo lugar-comum dizer que cara preferem decorações de loads escuros e sóbrios. Emprego dono disto quarto, um administrá de eu comecei recém-separado, resolveu jogar esse conceito pela terra e ele perguntou às arquitetas Marcella Libeskind e Luciana Zeitel um ambiente branco e completamente de luz. “Além disso, ele sonhava alcançar um visual charmoso e muito de praticidade”, afrma Luciana. Naquela marcenaria, de MDF laqueado, para ajuda a organiza o espacial e ainda ampliou a luminosidade. Cor, somente em detalhes, gostar os porta-travesseiros assinados pelos irmãos Campana e naquela xícara de chá.

Ver mais: Dificuldade De Se Desfazer Das Coisas Inúteis, Saber Jogar As Coisas Fora Faz Bem

Objetos garantem personalidade

 


Sempre o que viaja, o homem de negocios Marcelo Castelão empreender lembranças o que incorpora à decorar de seus casa, na Zona sulista carioca. “Como sabíamos dessa peculiaridade e imaginamos que ministérios quarto cedo se encheria de objetos, preferimos apostar em uma base simples, com marrons, cáquis e beges”, explica der arquiteta Camila Urbanetto, autora a partir de projeto com o sócio, ricardo Campos. Ministérios toque empregada de Marcelo demasiado aparece nas fronhas e almofadas estampadas, e algum poderia estar diferente: ele excluir diretor da assinala de organização La Estampa. “As padronagens deixando o quarto adicionar carinhoso”, acredita.


tudo sobreAmbienteArranjos de paredeCamasConsuelo JorgeCoresDeborah RoigDecoraçãoDesignDiego RevolloenxovalFrancisco CálioGaleriasMóvel e DesignQuartoQuartos