Eating practices during pregnancy: naquela study that low-income pregnant and postpartum women in fluxo de janeiro (RJ, Brazil)


O estude teve gostar de objetivo analisar as práticas alimentares durante der gestação relatadas pela mulheres grávidas e puérperas, moradoras em um complexa de favelas dá município do Rio de Janeiro. Optou-se por uma pesquisa de opinião de base interpretativa, na qual se utilizou entrevistas semiestruturada e analisadas de conteúdo em seus vertente temática. Passou a ser incluídas 18 gestantes e oito puérperas (n=26), sendo sete adolescentes e 19 adultas; primíparas e multíparas. Ao as mulheres, comer e assistir à televisão, comer lado de fora de casa e comer alcançar parentes e amigo no fim de semana eles eram formas de associar lazer à comida, aumentando o prazer por ela. Naquela renda adquirindo apontada como a gorjeta barreira para o consumo de alimentos saudáveis, o que era antecede das crianças. Através dos esses motivos, leite, verduras, vegetal e frutas eles eram pouco consumidos. Der dieta era composta basicamente através dos arroz, feijão e frango. Houve preferência através dos "besteiras". As denominações estavam submetidas naquela uma alimenta monótona. Ressalta-se naquela importância da compreendo e valorização das questões socioculturais e econômico que influenciam as realidade alimentares, a fim de que naquela orientação alimentar e nutricional, alvo à alimentando saudável, possa estar negociada e ajustada às desejo e à subjetividade a partir de mulheres grávidas.

Você está assistindo: É normal não engordar na gravidez

Gravidez; Alimentação; Cultura; inspeção qualitativa


This study aimed to analyze the self-reported eating techniques of pregnant e postpartum women living in a group that slum areas in the cidade of fluxo de Janeiro, RJ, Brazil. The interpretative methodology used a semi-structured interview and thematic conteúdo analysis. A sample (n=26) had 18 pregnant e 8 postpartum women, of who 7 to be adolescents and 19 adults, consisting of both primiparous e multiparous subjects. According to these women, eat while the town hall television, eating out, e eating com relatives e friends on weekends were develops of link leisure-time activities com food, for this reason increasing their pleasure in eating. Income foi ~ identified as the gorjeta obstacle come consuming healthy foods, which were reserved ao their crianças as naquela priority. Thus, milk, vegetables, greens, and fruit were rarely consumed. Your diet consisted largely of rice, beans e chicken. There was a clear preference para "junk food". Ns women were restricted to der monotonous diet. It is essential to understand e value socio-cultural e economic issues that influence eating methods in order para food and nutritional orientation aimed at healthy and balanced eating to it is in negotiated e adjusted to pregnant women"s objective and subjective needs.

Pregnancy; Eating; Culture; Qualitative research


TEMAS LIVRES totally free THEMES

Práticas alimentando na gravidez: um estudo com gestantes e puérperas de um complexa de favelas a partir de Rio de janeiro (RJ, Brasil)

Eating practices during pregnancy: a study of low-income pregnant e postpartum women in fluviais de janeiro (RJ, Brazil)

Mirian Ribeiro BaiãoI ; Suely ferreira DeslandesII

IDepartamento de nutrição Social Aplicada, instituto de nutrição Josué de Castro, Universidade federal do rio de Janeiro. Caminho Brigadeiro Trompowsky s/nº, centro de ciência da Saúde, Ilha são de Fundão. 21941-590 fluviais de janeiro RJ. Mirianbaiao
uol.com.br

IIPrograma de saúde da sra e da Criança, instituto Fernandes Figueira, fundação Oswaldo Cruz

RESUMO

O aprender teve como objetivo analisar as práticas alimentando durante a gestação relatadas por mulheres grávidas e puérperas, moradoras em um complexa de favelas do município a partir de Rio de Janeiro. Optou-se por uma pesquisa de opinião de base interpretativa, na qual se utilizou entrevista semiestruturada e análise de conteúdo em sua vertente temática. Passou a ser incluídas 18 gestantes e oito puérperas (n=26), sendo sete adolescentes e 19 adultas; primíparas e multíparas. Para as mulheres, comer e assistir à televisão, comer lado de fora de casa e comer com parentes e amigo no acabando de semana eram formas de associar lazer à comida, cada vez mais o prazer através dos ela. A renda obtivermos apontada gostar de a gorjeta barreira porque o o consumo de comida saudáveis, eu imploro seu perdão era diferença das crianças. Através dos esses motivos, leite, verduras, legumes e frutas eles eram pouco consumidos. Naquela dieta era composta basicamente através dos arroz, feijão e frango. Havia lá preferência por "besteiras". As desativar estavam submetidas a uma alimenta monótona. Ressalta-se der importância da compreensão e valorização ns questões socioculturais e econômicas que influenciam as práticas alimentares, a fechamento de que naquela orientação alimentando e nutricional, mirar à batten saudável, possa ser negociada e ajustada às precisa e à subjetividade a partir de mulheres grávidas.

Palavras-chave: Gravidez, Alimentação, Cultura, enquete qualitativa.

ABSTRACT

This aprender aimed come analyze ns self-reported eating practices of pregnant and postpartum women vida in der group the slum communities in the cidade of rio de Janeiro, RJ, Brazil. A interpretative methodology used a semi-structured interview e thematic contente analysis. Ns sample (n=26) included 18 pregnant e 8 postpartum women, of whom 7 were adolescents e 19 adults, consisting of both primiparous e multiparous subjects. De acordo com to this women, eating while the town hall television, eat out, e eating com relatives e friends on weekends were creates of shortcut leisure-time activities com food, for this reason increasing your pleasure in eating. Income ser estar identified together the ater obstacle to consuming healthy foods, which were reserved for their children as der priority. Thus, milk, vegetables, greens, and fruit were seldom consumed. Their diet consisted mainly of rice, beans e chicken. There was a clear preference ao "junk food". A women were limited to a monotonous diet. That is essential to understand and value socio-cultural and economic worries that affect eating techniques in order for food and nutritional orientation aimed at healthy eating to be negotiated and adjusted to pregnant women"s objective e subjective needs.

Key words: Pregnancy, Eating, Culture, Qualitative research.

Introdução

O ser humano, além de escolher 1 que come, considerado outros aspectos inerentes ~ por ato alimentar, gostar de as diferente formas de preparo e conservação de alimentos, as quantidades, os horários, os momentos especiais, os classifica e naquela comensalidade. Esse definir de artigo compõe diferentes práticas alimentando que se afetar às experiência socioculturais e às representações coletivas1.

Em cada agrupados etário alternativa curso de vida, o consumo de comida e os modos de se alimentação podem ser influenciados através questões fisiológico e emocionais, pela cultura, pela situação socioeconômica e nem sem exceção vão ~ ~ de acordo alcançar o conhecimento cientista em nutrição.

Durante naquela gravidez, naquela questão da alimentação é extremamente importante, sendo previstas alterações na dietética como ajuda do código da assistência pré-natal, predomina em causa raiz das precisa aumentadas2. Enquanto entanto, a cultura alimentação também se faz presente, frequentemente, ns crenças, prescrições e interdições. Através exemplo, para um monte de grupos sociais, papel alimentos usualmente ser retirar dinheiro da dieta de uma sra grávida, enquanto são respeitável "fortes" alternativamente "quentes"3-5. Existem até convicções relacionado à característica e à cor dos alimentos. Os de cor berrante podem causa raiz sinais na hauts da criança, e um bebê alcançar pouco alternativa nenhum cabelo sugere naquela ingestão de ovos para o gestante3, debaixo inúmeras etc crenças. Assim, nesse período, a mulher fica submetida naquela regras alimentando que visam à abrigo do binômio mãe-filho, e as transgressões a tais regras podem ~ ~ vistas como causas de problemas de saúde3,5.

Mesmo eu imploro seu perdão durante naquela gravidez as mulheres estejam cercadas através uma racionalidade técnica, sobretudo através meio do contato abranger o discurso científica no pré-natal, as crenças, os valores, os gostos, as prescrições e interdições prosseguir a ações como fortes referenciais6. O entendimento em nutrição e der cultura alimentar podem se justapor, contrapor alternativamente conjugar, às tempo interferindo na margem de autonomia da gestante acima de suas escolhas alimentares6.

A compreensão dos nexos de sentidos e significados atribuídos pelas denominações aos comida e ao modos de comer, durante a gestação, faz-se necessária, a fim de que ministérios diálogo ocorra entrada os diferentes saberes, contribuir para naquela promoção de práticas alimentando saudáveis condizentes alcançar o cotidiano ns gestantes, abranger suas demandas objetivas e alcançar sua subjetividade, em procurar de um melhor resultado obstétrico. Nesse sentido, naquela estudo buscou analisar as práticas alimentando na grávida na aspecto de denominações grávidas e puérperas que vivem em um complexo de favelas enquanto município do Rio de Janeiro.

Metodologia

O estudo adotado a doutrina interpretativa7, e o concentra da pergunta priorizou emprego entendimento são de sistemas de significados para as praticamente alimentares.

Participaram da investigação 18 gestantes e oito puérperas, primíparas e multíparas. Destas, sete eles eram adolescentes (seis gestantes e 1 puérpera). A inclusão disto segmento e de mulheres com e sem filhos visava abranger maior abrangência dos sentidos e significados atribuídos às práticas alimentares. Sempre que as diferenças se manifestaram em causa da idade ou da existe de filhos, estas foram valorizadas. O consistência final de entrevistas se obteve pelo padrão de reincidência e saturação de sentidos8.

Todas as denomina foram captadas fazendo salas de espera de ns unidade básica de saúde local. Entre estes espaços, eram explicados os portões da pesquisa, os procedimento metodológicos e naquela forma de participação ns mulheres. Essa que concordaram assinado o prazo de aprovação Livre e Esclarecido. Ministérios estudo aceitaram pelo comitê de Ética em inspeção da escola Nacional de Saúde público Sergio Arouca/Fundação Oswaldo Cruz. Alcançar vistas naquela garantir o personagem sigiloso ns informações, os depoimentos foi ~ codificados pela letra G, para gestantes, e P para puérperas, acrescidos do consistência arábico.

Aplicou-se entrevistas semiestruturada o que durava, em média, abrangendo duas horas. Todas as entrevista foram eu progredi e transcritas para ele autora ater da pesquisa.

As chave questões de atenção para naquela investigação abordavam as preferências alimentares, together aversões alternativa restrições e os elementos que as motivavam; naquela dieta habitual; a dieta na gestação e der narrativa sobre ministérios momento das refeições.

As práticas alimentares designaram, portanto, um conjunto de eventos que incluído as escolhas realizadas, isto é, aqueles comida que eles são consumidos e os recusados; os motor pelos o que as denomina comiam alternativamente rejeitavam certos alimentos e preparações; os classificação onde se comia; os horários; o visualizar que envolvia o açao de comer, quer está dentro pela existe de de outros pessoas, quer pelas regras da comensalidade, juntamente abranger os direção e significados o que acompanham naquela alimentação9.

Todo o material empírico aquisição submetido naquela uma adaptação da análise de conteúdo em seus modalidade temática10,11. Inicialmente, realizou-se der leitura "flutuante", a albergar dos corpo morto de analisadas e a formulação de questionamentos iniciais. Posteriormente, procedeu-se à codificação, enquanto foram detectados os temas, categorizados os contente e identificados os "núcleos de sentido". A analisadas focou o obrigado e a entendimento das categorias êmicas e o diálogo destas alcançar as categorias éticas. Na apresentação dos resultados, tudo de as categorias êmicas passou a ser destacadas alcançar aspas e itálico.

A traduzir correspondeu der um movimento de sínteses, construções, desconstruções e recombinações dos sentidos relevante às práticas alimentares7,12.

Resultados e discussão

O panorama e os sujeitos dá estudo

A região balsa vivem as denominações é caracterizada pela um complicado de favelas abranger condições sociedade e ambientais muito desfavoráveis13. Do rude de domicílios, 30% ~ ~ em área consideradas de ameaça de desabamentos. Há ausência de instituições públicas, especialmente colégio para o ensinamento fundamental a partir de segundo segmento e ensino médio. Desemprego, trabalho informal e violência marcam naquela vida dos moradores13.

As desativar que participaram dá estudo eu tive de 15 der 46 anos, e naquela maioria (14) não completou o ensino fundamental. Mostrar sete tinham papel atividade remunerada (dentre estas, ns conciliava trabalhar e estudo), quinze se dedicavam ~ por lar, n ° 3 adolescentes revelaram algum ter nenhuma trabalhar e uma ser estar estudante. Naquela maior ajudando (18) declarou que vivia alcançar o marido alternativamente companheiro, quatorze eles permaneciam unidas aos primeiro cônjuge, dez eles eram primíparas (cinco adolescentes e ano adultas) e um total de dezesseis já tinha continência (duas adolescentes e quatorze adultas). A partir de conjunto, seis eles são nordestinas e viviam durante Rio de Janeiro, na era da entrevista.

As práticas alimentando na gestação

As adolescentes grávidas que que estavam estudando alternativamente trabalhando não tinham horário para comer, principalmente pois dormiam e acordavam muito tarde. As muitos mulheres procuravam segue horários considerados "normais" para o café da manhã, almoço e jantar, sendo este habitualmente substituído pela lanches.

Comer e olhar à broadcasters eram duas essa quase inseparáveis, difícil de se "abrir mão" de ns em efetua da outra. Além das pequeno oportunidades de lazer, naquela televisão tornava mais prazeroso o açao de comer, predomínio porque naquela "comida" foi ~ pouco atrativa.

A principal forma de engraçado era deixando para "comer fora". Nessas ocasiões e locais, elas procurar as "coisas de rua" (churrasquinho, cachorro-quente, salsichão, batatas frita etc.), os fast foods (principalmente as adolescentes) e, abranger menor frequência, os rodízios de pizzas. Entretanto, na gravidez, procuravam sair menos para prevenção gastos e excessos alimentares.

Para together mulheres, emprego "comer em casa" e o "comer fora" sim motivações e significações distintas. Durante geral, emprego primeiro foi ~ interpretado gostar de o espacial privado, parte da rotineiramente diária, associado ao trabalho, às obrigações e à monotonia alimentar. O segundo representar o lugar, colocar público destinado vir prazer, de acordo com também verificado pela Casotti14. Somente uma entrevistada revelou eu imploro seu perdão preferia "comer em casa" porque, para ela, naquela "comida de rua" que era segura quantos à higiene.

O fechamento de semana significava dias de "comida diferente". Compartilhar a refeição com familiares e amigos constituía uma alternativas de lazer, gostar observado pela outros autores9,14,15 . Entre estes encontros, as famílias procuravam ir "comidas" mais elaboradas e alcançar maior estimado social. As preparações adicionando escolhidas eram: lasanha, churrasco, rabada, salpicão, empadão e algo mais tipo de candia como sobremesa.

Em consonância alcançar a inspeção de Zaluar15, desenvolvida com famílias moradoras da bairros de Deus, bairro do fluviais de Janeiro, as mulheres que participação do proposta estudo revelaram o que os em primeiro lugar quinze dias do mês eram os acrescido favoráveis naquela uma "comida saudável" porque, mais tarde disso, pela de regra, o carvão já deu-me acabado. Até o depois pagamento, podiam empiricamente situação de escassez alimentar. Portanto, der qualidade e der variedade da "comida" dependiam, especificamente, da questão financeira. Contudo, certos alimentos eram considerado tão essencial à sobrevivência eu imploro seu perdão raramente poderia faltar, compondo uma dietética básica, gostar é o situação do arroz e dá feijão e algum tipo de carne.

Para together gestantes e puérperas, havia exigem de se desenvolverem estratégias para garantir der presença todos os dias dos alimentos considerados essenciais. Pedir carvão emprestado, compra "fiado", contar com doação de comida e comer em casa de parentes eram algumas alternativas encontradas. Emprego enfrentamento das doença precárias de vida ocorria através dos meio do abordado aos múltiplo tipos de solidariedade presentes na família, na vizinhança e na comunidade, como também evidenciado através dos Gerhardt16. Uma o unido que, talvez, seja menos exercida em outras classe de uau sociedade, muito pela forma quanto para ele frequência abranger que ocorre15.

No área da idealização a partir de práticas alimentares, emergiram do falas a partir de entrevistadas as categorias "comida saudável, comida leve e comida natural", representadas através dos sopas e caldos, arroz e feijão, "miojo não tem pozinho", pão, galinha, frutas, verduras e legumes, reconhecidos gostar "comida de verdade, que que enche e o que é adicionando nutritiva", devido ser aproveite consumida por mulheres grávidas.

Embora der "comida saudável, leve alternativamente natural " ~ ~ quase inexistente fazendo práticas alimentares, foi considerada a mais indicada, emprego que sugerir uma afetar do fala científico. Assim, ainda tudo naquela recomendado como "saudável" foi ~ de fato renda pela maioria do mulheres.

As primíparas e together que não viviam alcançar os continência relataram consumir alimentos e preparações "saudáveis", aos contrário daquelas que moravam alcançar as crianças.

O bebê "dentro da barriga" algum pertencia ainda ao mundo real17 e foi ~ protegido. Já as children "fora da barriga" sim as sensações e sentiam as consequência da fome. Elas que deveriam atravessar pela privação alimentando porque não haviam "pedido ao nascer". Especialmente,a mulher, mesmo estando grávida, deveria fazer de tudo para evitar que os garoto sofressem alcançar a defeito de "comida", inclusive deixar de comer. Ainda as crianças, pela serem consideradas adicionar vulneráveis, que somente eles são as que precisavam de "alimentos saudáveis", mas demasiado as o que tinham prioridade na dispensados intrafamiliar. A criança que tá aqui fora ser afligido com mais. O neném tá guardado. De quem tá aqui fora ser afligido com mais, porque não tem emprego que comer. Pô! Eles até ~ choram! (G8).

A"comida" ser estar representada para ele refeição que todos os dias se fazia enquanto almoço e durante jantar. Como era pequena variada e monótona, antes de mim ser causa de enjoo. Abranger isso, as mulheres acabavam em desenvolvimento preferência por comida e preparações através elas qualificados gostar de "besteiras", contudo reconhecessem eu imploro seu perdão podiam ser prejudiciais à saúde, principalmente pois contribuíam para naquela obesidade.

"Besteira" ou "porcaria" era "tudo que engorda e que algum é saudável". Faziam ajudando dessas categorias: líquido variados, comida industrializados, sanduíches, salgadinhos, pastéis, pizzas, biscoitos, os múltiplo espetinhos vendido na comunidade, batatas frita, comida gordurosos etc.

Rito18 até identificou preferência através dos "besteiras", der partir a partir de depoimentos de gestantes obesas. No decorrer estudo de Collaço19, os indivíduos entrevistados entendiam que, porque o realizar uma refeição, ser estar necessário ter "comida", representada pelo que se comia em casas e considerado a dieta saudável. Já os lanches eram geralmente classificados como "porcaria ou tranqueiras". Note-se que aqueles termos enfatizam o idêntico sentido de algo mais sem valor alternativa mérito nutricional.

Mesmo sendo pequena variada, ao as gestantes e puérperas dental estudo naquela "comida" tinha uma obrigatoriedade porque, der par disso, carregava o rótulo de "saudável".

Com vistas a para entender os sentidos que denotavam a preferência das mulheres por "besteiras", pode-se falar que estas incluíam alimentos e preparações o que se apresentou pela maior praticidade e possibilidade de variar, pelo marginalmente custo, segundas as entrevistadas, tornando-as adicionando atrativas que "comida" e, principalmente, porque eram tidas como "coisas gostosas", o que estimulavam der vontade e o desejo, idênticas sendo "porcaria".

As "besteiras" estavam disponível em toda der comunidade, existência possível compra salgadinhos, pizzas, pastéis, cachorro-quente, espetinhos, enfim, "coisas de rua", principalmente sempre, cabelo preço apenas um de um real.

As "coisas de rua" ofertavam ns enormidade de opção sedutoras, papel delas semelhantes ~ por que usualmente é vendido no domestic dos restaurante e lanchonetes, ambiente possivelmente menos frequentados pela esse grupo, em causa raiz das barreira da renda20. Muitos vezes aqueles produtos eles são comprados e ~ led para casas como uma formato de ressignificar ministérios "comer em casa".

A"comida" solicitar o gás de botijão, um preparo acrescido trabalhoso e, consequentemente, adicionar tempo e disponibilidade da mulher21. Implicava, ainda, um gasto maior para eu imploro seu perdão se tornasse variada e atrativa.

Toda a discutir em torno da"comida" e das "besteiras" corrobora emprego questionamento de autores quanto à existência de uma conectar de determinação das representações para as práticas22,23 e suscita der reflexão sobre der interação dialética entrou o pensar e o ações relacionados aos ato de comer.

Na visualizar de Zaluar15, der preferência por alimentos de pouco estimado nutricional, contudo que dão a "sensação de barriga cheia" abranger o "arranjo de uma dietética estereotipada e monótona", isso pode ser considerada uma das expressões da pobreza urbana.

Dentre todos as entrevistadas, espetáculo uma atribuía um sentido de satisfação à "comida" alternativa refeição básica. Os comida e(ou) preparações foram referidos através ela no diminutivo. Nisso caso, der forma diminutiva isso significa uma ligação de afetividade, que se dava pela meio do preparo, alcançar cuidado e carinho, de 1 "comida" gostosa e caseira. Hoje, no decorrer caso, eu fiz 1 carninha assada, um arrozinho, e emprego feijão fiz ontem, contudo tá fresquinho, lá de ontem pra hoje, né? Às vezes, mim faço um arrozinho alcançar feijão, alcançar carne moída. Às vezes, eu faço um macarrãozinho, uma galinha com batatinha(G16).

Essa relação alcançar a "comida" devia-se, principalmente, vir fato de essa gestante estar vivendo, na época, um momento bom em seus vida, resultado do trabalho, alcançar carteira assinada, ministérios que dar estabilidade conciso e possibilitava o acesso aos alimentos, além de ter um novo namorado.

É importante destaques que as gestantes que tinham concepção das número que comiam, devido à oscilação da ingestão de alimentos durante der gravidez. Dental era ocasionado por diversos fatores, gostar alteração a partir de apetite, enjoo e vômitos, nervosismo, batida e crises alcançar familiares e(ou) companheiro, medo dá futuro, situação financeiramente precária etc.

Era comum acontecer que ns gestante passasse um dia inteiro sem comer alternativamente comesse exageradamente em decorrência de seu bang emocional. No caso das desativar que participaram deste estudo, a primeira situação foi adicionar frequente. Der ingestão de comida podia variar no decorrer um mesmo encontro ou algum dias. Aqueles é uma perguntas para está dentro refletida através pesquisadores que procurando por informações quantitativas para consumo alimentar na gestação.

Os alimentos acrescido consumidos e restrições alimentando na gravidez

Quando indagadas sobre os alimentos mais consumidos na gestação, together entrevistadas imundo apontavam, em primeiro lugar, aqueles que, na seus visão, eram considerado "saudáveis", mas que necessariamente eles são os que comiam. Vir poucos, naquela dieta básica adquirindo sendo revelada.

De regime geral, together mulheres, idêntico grávidas, alteravam pouco naquela prática alimentar, especialmente enquanto que se referia aos comida habitualmente consumidos. Afirmaram que, no café da manhã, costumavam tomar café puro ou abranger leite (a maioria) alternativamente "vitamina" (P7, G2) alternativa chá preto (G16) alternativamente guaraná (P2, G12), principalmente sempre alcançar pão alcançar manteiga (margarina) ou pão alcançar queijo e presunto (G13) alternativa pão abranger mortadela (G11, G12, G16, G17) alternativa biscoitos (G2, G4).

O leite de kúh puro era respeitável um alimento "saudável" e, através isso, indispensável ao desenvolvimento a partir de crianças, ser pouco consumido pelas mulheres, em causa raiz das limitações econômicas. Somente aquelas que não estavam vivendo abranger os filhos ou outras crianças no domicílio e as primíparas bebiam leite, mesmo que gostando.

No almoço e durante jantar, foi ~ habitual comer arroz com feijão. O feijão ser estar o preto, porque o as cariocas, e emprego "feijão de cor", para as nordestinas. Podia-se associado feijão alcançar arroz alternativamente farinha alternativa macarrão alternativa "miojo, sem emprego pozinho", mas ser estar melhor impede juntar que um dos quatro últimos alimentos porque, de acordo abranger as mulheres, essa combinação "engorda".

Segundo papel participantes dá estudo, comer apenas arroz e feijão diariamente era 1 "mistura fraca". No decorrer estudo de Canesqui9, ter apenas arroz e feijão durante prato demasiado simbolizava uma dietética empobrecida e monótona.

Como visto em Zaluar15, a "carne vermelha" representava ministérios alimento mais valorizado, entretanto pouco consumido. Além de cara, 1 tipo de carne adquirindo considerado através da entrevistadas gostar de "não saudável", ainda que ~ ~ preferida. Naquilo sentido, aquisição evidenciada ns tendência ao consumo de "carne branca". deu-me uma ileak na eletivo de alimentos que pode ser substituir a "carne vermelha": ministérios frango ser estar o em primeiro lugar da lista, seguir de ovos, embutidos, fique o peixe em último lugar.

O hambúrguer poderia substituir der carne na refeição, porque era adicionar barato e, assim, tornava-se "comida". Durante entanto, se gasta em forma de sanduíche, era classificado como "besteira".

O fígado aquisição apontado como um "alimento bom" para der grávida, mas somente duas denomina (P1, G3) relataram que o consumiam e, mesmo assim, raramente, porque algum gostavam.

As verduras e os legumes eram pouco consumidos porque que estavam na cúrio dos alimentos considerados essenciais alternativamente por não gostarem. Porém, enquanto solicitadas a dar conselhos sobre alimentação, together verduras e os legumes eram sempre indicados como importantes na dieta. Dentro desse grupo de alimentos, naquela beterraba, embora algum apreciada, ele apareceu como um dos adicionar importantes, existência consumida por papel mulheres porque associavam naquela beterraba à evitar e aos tratamento da anemia.

As frutas eram adicionar consumidas (na formato de "vitaminas", "sucos" alternativa in natura) dá que verduras e legumes e, enquanto disponíveis, eles são escolhidas ao os lanches. Sim preferência através frutas ácidas. Gostar também não eram consideradas básicas na dieta, pode ser faltar se der situação econômica se agravasse.

De forma semelhante, as famílias que fizeram ajuda do aprender de Canesqui9 considerado legumes, verduras e frutas menos necessários, lá esses artigo representavam um custo adicionar na alimentação. Já as denominações entrevistadas através dos Ferreira e Magalhães24 expressaram desejo de consumir esses alimentos, embora tenham presumir que o custos deles era um violência ao seu consumo.

Para together mulheres, os refrigerantes podiam está dentro ingeridos, abranger moderação, nós lanches alternativamente nas refeições, quando algum podiam adquirir o leite alternativa as frutas para fazer "sucos". De acordo alcançar as entrevistadas, os profissionais de saúde orientavam enquanto sentido de que os refrigerantes algum deveriam ser consumidos durante a gravidez porque, além de sim reconhecidos gostar de "fortes", causavam estrias. Contudo, tenho refrigerante se tornava adicionando barato, predomínio as marcas menos conhecidas, e eles escolhiam o guaraná, identificado gostar o adicionar "fraco". Emprego "guaraná natural" foi citado gostar de a bebida a partir de cotidiano por ser adicionar "saudável" que todas. Possivelmente esse aspecto seja consequência da força dá marketing da indústria entre eles produto eu imploro seu perdão dissemina aqueles característica e de dele maior rendimento, no decorrer obtido em formato de xarope.

Na gravidez, as desativar passaram naquela comer alguns alimentos que, adiantado elas engravidarem, não eram consumidos através dos serem guardada apreciados. Em ordem, os alimentos adicionar citados como aquelas pessoas incluídos na dieta durante a gestação foram: leite (o mais enfatizado), feijão e beterraba (por causa raiz da anemia), jiló e quiabo (por tenho legumes). Esses alimentos foram incluídos pelas denomina voluntariamente alternativa pelo fato de se sentirem pressionadas pela mamãe e(ou) pelo acompanhe ou por terem duro "obrigadas" pela nutricionista (G14).

A catálogos apreendida para exemplificar a acrescido importante limite alimentar adquirindo "comida pesada" ("que dói, pesa na barriga"), sendo representada principalmente pela carnes de porco, feijoada, estrogonofe, comida com muito tempero, frituras, mocotó e rabada. Nunca se poderia comer "comida pesada" à noite, pois podia perturbar na digestão alternativamente no sono. Nesse caso, ministérios feijão simples ~ estava incluído. Esses depoimentos revelam uma lógica que busca adequação a partir de consumo aos estados do corpo, ocasião e horários25.

O café puro adquirindo apontado como um alimento não indicado na gravidez, sendo permitir somente abranger leite, lá "café puro causa atentado no bebê"(G1). Porém, isto é bebida ser estar consumida através mulheres que revelaram viver situações de "crise" (G3) e "agonia" (G6), podendo ser associado ao uso de cigarro. Também se eu poderia ~ tomar café puro enquanto o leite era prioridade das crianças ou, em marginalmente quantidade, quando não se apreciado de leite, de jeito nenhum, alternativamente por algum se ter condições de comprar esse alimento.

A gordura e ministérios sal aparecer como artigo que deve ser controlados, predomínio se der mulher sofresse de pressão alta e em dia muito quentes, porque der gestante ele pode fazer "se sentir mal".

O limão foi citado através dos ser tantos, muito "ácido" e "forte", não podendo está dentro consumido através uma grávida, contudo elas não souberam diremos o que o consumo de limão maio causar.

A dicotomia "natural" matches "artificial" se manifesto nos relatos. Alimentos industrializados, comida congelada e "pozinho são de miojo" não eram recomendados porque são "artificiais" e, de acordo abranger as entrevistadas, podem armazenar elementos nocivos à saúde.

Os líquido e "tudo o que engorda", especial para as que estavam alcançar excesso de peso, eram comida vistos gostar de proibidos na gestação. O consumo de shina na gravidez aquisição apontado gostar de perigoso, devendo à crença de o que tem é feito abortivo. Surgiu, ainda, naquela restrição naquela "alimentos que prendem ministérios intestino" (banana, maçã etc.) porque aquelas situação incomoda grandemente e trazer desconforto para der mulher grávida.

Duas denominações fizeram perguntas de afirmar que restrição, na gestação, apenas um tem que ser de cigarro (G2), álcool (G1, G2) e droga (G2). Porque o elas, pendência qualquer restrição alimentar na gravidez somente mesmo"se o tratamento médico mandar", sugerindo a força são de discurso biomédico e que, dentro período, é possível comer de tudo.

Muitas prescrições e restrições alimentando construídas cultural são baseadas em um sistema de ranking binárias26. Esse estudo, a classifica binária de "comida/alimento forte alternativamente fraca(o)" tinha duplo sentido. Durante primeiro, "comida/alimento forte" isso significa de boa qualidade, "que sustenta", em o oposto à(ao) "fraca(o)", destituída(o) de "vitaminas", semelhante vir encontrado em Woortman26 e Canesqui25,27. Durante segundo sentido, ministérios "forte" podia ~ ~ interpretado como prejudicial, "pesado", pode ser de pendência mal ~ por organismo, em oposição ~ por "leve", que algum traz prejuízos à saúde, algum faz nem nós vamos nem mal, gostar de também apontado por Canesqui27, podendo até ~ ser consumido através pessoas doentes, em convalescença, e denomina no ciclo gravídico-puerperal, segundas Woortman26.

Conclusões

As denomina estavam submetidas der uma dietética monótona abranger presença constante de produtos não saudáveis, do ponto de vista são de conhecimento cientista em nutrição.

As práticas alimentando eram influenciadas pelo compreendendo nutricional, popular pelos profissionais de saúde, mas este era reinterpretado com base na cultura, dentro representações sociais, nas observações, experiências e condições de vida a partir de mulheres.

É essencial evitar que der subjetividade e der cultura alimentar sejam interpretado pelos agente do entendimento biomédico gostar saber desqualificado e(ou) defeito de em formação sobre alimentação. Dessa forma, a abordagem e o conhecimento sobre together práticas alimentando necessitam do trabalhar multiprofissional e da aproximação abranger as ciência sociais e humanas.

Ressalta-se der importância estrategicamente de a ação dos profissional de saúde, enquanto pré-natal, ~ ~ voltada para conseguir um aumento a autonomia e ministérios autocuidado ns mulheres, a partir de relações de quem vínculo e confiar em sejam considerados princípios norteadores da assistência. Naquela escuta compreensiva de suas relatório e der negociação, em em vez de substituir à imposição, de um plano de comparecimento que isto é socioculturalmente sensível eles são fundamentais no processo.

Ver mais: Detran Sp Multas Consulta Renavam Sp Apk Download For Android

Colaboradores

MR Baião foi doar pela pesquisa, elaboração e redação do artigo. SF Deslandes orientou der pesquisa, participaram da revisão crítica e colaborou na redação final.